sexta-feira, 16 de dezembro de 2011


O amor é paciente e benigno, não arde em ciúmes; o amor não se ufana, não se ensoberbece; O amor não é rude nem egoísta, não se exaspera e não se ressente do mal.

Nenhum comentário:

Postar um comentário