domingo, 18 de dezembro de 2011







 Amar é como uma droga.
No começo vem a sensação de euforia,
de total entrega.

Depois, no dia seguinte você quer mais.
Ainda não se viciou,
mas gostou da sensação
e acha que pode mantê-la sob controle.

Mas aos poucos,
você se acostuma com aquela pessoa,
e passa a depender
completamente dela.

Nenhum comentário:

Postar um comentário